Maria Keil do Amaral

Junho 4, 2010

“Pintora, ilustradora, decoradora de interiores, designer de mobiliário, ceramista, cenógrafa e figurinista, autora de tapeçarias e de composições azulejares.

Maria Pires Keil do Amaral nasce a 9 de Agosto de 1914. Algarvia, natural de Silves, vem para Lisboa, onde ingressa na Escola de Belas Artes, no curso de Pintura. Em 1933, casa com o arquitecto Francisco Keil do Amaral, passando a viver “rordeada de arquitectos”, como afirma.

A par da sua primeira actividade de pintora, realiza diversos trabalhos publicitários, entre os quais se destaca o anúncio para a cinta Pompadour, de 1941. Mas é nas actividades de ilustradora e artista gráfica, e, mais tarde, na azulejaria, que a pintora se virá a destacar no panorama artístico português.

Também o mobiliário e a decoração de interiores ocuparam as preocupações artísticas de Maria Keil, que concebeu as peças para decorar o interior da Pousada de São Lourenço (mobiliário e candeeiros), na Serra da Estrela, assim como para o Restaurante Tito (mesas, cadeiras, candeeiros) e a Cervejaria Trindade (portas, armário, painéis decorativos em pedra, em Lisboa, entre outros. Fez ainda experiências em Tapeçaria executadas na Fábrica de Tapetes de Portalegre.

Mora desde 2003 na Residência Faria Mantero. Maria Keil gosta de desenhar no jardim e continua a ter um passe social para se deslocar e ver coisas novas.”

Maria Keil é sem dúvida um exemplo de vida em Portugal. Se tivermos em conta a sua idade e a época em que vingou a sua arte, percebemos logo o quão extraordinário é o seu percurso. Casada com um arquitecto influente, aproveitou este facto para poder produzir arte para todos.: “fazer coisas para a arquitectura” era estar “ao alcance de toda a gente”. Demonstra, assim, o sentido social que tinha no que criava.

A sua ilustração representa bem o que de melhor se via em revistas e capas de livros da altura: utilizando pouca cor, com um traço firme, representando com objectividade as suas ideias.

É de facto uma “designer” pouco comum no nosso país… para além de multifacetada, vence numa época em que o trabalho para as mulheres era dificilmente compreendido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: