Vista Alegre – património nacional

Junho 24, 2010

“A Vista Alegre é fruto do sonho do típico homem moderno do século XIX, José Ferreira Pinto Basto. Influenciado pelo sucesso da fábrica de vidro da Marinha Grande, Pinto Basto decide criar uma fábrica de “porcelanas, vidro e processos químicos.

A Real Fábrica da Vista Alegre começou por fabricar vidro enquanto empreendia empenhados esforços para a produção de porcelana. Em 1832 um golpe de sorte predestina a produção de porcelana em Portugal ao sucesso. É encontrado um jazigo de caulino e este estava situado em Aveiro, próximo de Ílhavo, o que tornava o seu transporte relativamente fácil. À medida que crescia a qualidade da porcelana produzida na VA, menos atenção era dispensada ao vidro e cristal, tendo sido interrompida a sua produção definitivamente em 1880.

A partir de 1947 e até 1968, os contactos internacionais, a formação de quadros técnicos especializados, a aquisição de outras empresas, levaram a Vista Alegre ao desenvolvimento técnico e industrial esperado, assim como ao alargamento da oferta a novos mercados. Em 1964 é inaugurado o Museu Histórico da Vista Alegre expondo ao público peças representativas do longo e rico caminho percorrido.

Em Maio de 2001 dá-se a fusão do Grupo Vista Alegre com o grupo Atlantis, formando o maior grupo nacional de Tableware e sexto maior do mundo nesse sector: o Grupo Vista Alegre Atlantis.

Hoje a Vista Alegre, para além de ser líder de mercado em Portugal e possuir uma das melhores e mais automatizadas fábricas de porcelana de todo o mundo, continua a desenvolver e a preservar a porcelana feita e trabalhada à mão, honrando a sua história e tradição. Os serviços Vista Alegre são usados oficialmente pelo Presidente da República Portuguesa, mas também na Casa Branca e por muitas cabeças coroadas e políticos de todo mundo.”

Não sei porquê, mas a Vista Alegre é, para mim, umas das marcas que mais nostalgia me faz…. carrega só por si uma cultura própria. Não dizemos que é “Vista Alegre” com um tom depreciativo, mas antes com requinte. O que mais me agrada na marca, é a forma como acompanha os novos tempos: tem as suas peças clássicas, mas ao mesmo tempo consegue com todo o requinte produzir peças mais modernas e mais simples (a colecção “Heterónimos” é para mim das melhores).

A ligação entre a Vista Alegre e a Atlantis foi, de facto, brilhante. Os catálogos da Atlantis são verdadeiras obras de arte… fotografias de muito bom gosto, acompanhadas de peças  já por si lindíssimas. A Vista Alegre Atlantis abriu  no dia 9 de Junho uma loja em Madrid onde comercializa produtos da Vista Alegre, da Atlantis e da Bordallo Pinheiro. A inauguração contou com a apresentação de novas peças da Vista Alegre criadas pela artista plástica Joana Vasconcelos e uma linha de jarras decorativas criadas pelo designer espanhol Oscar Mariné. Temos aqui, uma verdadeira imagem de marca de Portugal, com maturidade e qualidade suficiente para servir de estandarte da nossa cultura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: