Festas Populares!

Agosto 24, 2010


Por vezes passamos por pormenores que, embora não prestemos atenção, requerem bastante cuidado quer técnico, quer estético na sua criação. É vulgar passearmos pelas festas regionais e acharmos aquilo tudo muito popular, onde a repetição e falta de originalidade prevalecem.

A realidade é que, se dermos a devida atenção a todos os conceitos e efeitos trabalhados ao longo de várias ruas e cidades, observamos algo de muito tradicional (é verdade), mas também encontramos muito conteúdo com algumas alterações bastantes significativas, especialmente a nível técnico. O uso de diferentes materiais, os diferentes efeitos conseguidos e a luta entre custo de produto (produtor) e custo ao cliente (como as câmaras municipais) são verdadeiros argumentos válidos neste trabalho. Se analisarmos toda a cadeia de trabalho que estes “enfeites” necessitam, não estaremos perante uma verdadeira metodologia projectual? Existe o desenho dos produtos, onde preocupações técnicas de produção, transporte e custo final têm de existir sempre.

Talvez pensemos que este tipo de objectos podia ter uma evolução visual, mas a verdade é que há uma ligação natural às cores e feitios apresentados. São estes motivos que em dias de festas preenchem as ruas e dão aquele aspecto “pitoresco” e tradicional ás cidades portuguesas neste “querido mês de Agosto”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: